Mês: julho 2016

SOCIAL MEDIA NA PRÁTICA: POKEMON GO!

O fenômeno Pokémon GO ainda não chegou ao Brasil, porém as marcas já viram que as oportunidades para alavancar os negócios são incontáveis.

content

 

Contanto que você tenha medo de tecnologia ou more em outro planeta, com certeza já foi ouviu falar do fenômeno Pokémon GO. Nesse exato momento algum pokemon pode estar escondido nas redondezas do escritório ou loja em que você trabalha, ou você pode estar em uma Pokéstop (loja onde os jogadores compram novas pokebolas) ou num Ginásio (território que fica sob o controle de um jogador ou grupo onde acontecem batalhas pokemon) sem saber.

5f2cc62c-00b0-4daa-8ed9-8ac8706fa5e9

 

O objetivo desse jogo de realidade aumentada é transformar o jogador em um treinador de pokemons, ou seja, você saíra pelas ruas da sua cidade capturando, treinando e participando de batalhas. No fundo, não é mais que um conjunto de mapas, o que não é novidade para seus criadores, a Niantic Labs, que esteve envolvida na criação do Google Earth.

content

 

Simplificando: para capturar um pokemon, o usuário é obrigado a sair e explorar o mundo real e quanto mais o fizer, mais chances terá de encontrar um pokemon raro, tudo isso contribuirá para aumentar seu nível de experiência enquanto treinador.

 

EM NÚMEROS 

Apenas sete dias após seu lançamento, o jogo da Nintendo conquistou mais de 65 milhões de usuários nos Estados Unidos, além de um lucro aproximado de 14 milhões de dólares. Ultrapassou o aplicativo Tinder em número de downloads e tornou-se o maior jogo mobile dos EUA, batendo o recorde do Candy Crush.

Um jogador do Pokémon GO passa mais tempo no app do que no Facebook, Instagram ou Snapchat. Relativamente ao número de tweets, fala-se mais do jogo que da Brexit ou do Euro 2016, segundo a BBC.

dabc785c-4395-4b53-a700-34380b93b10e

 

COMO AS REDES SOCIAIS REAGIRAM?

Snapchat criou uma nova “história” chamada Catch Those Pokémons!, onde os jogadores podem compartilhar suas capturas, bem como a localização de ginásios ou pokemons raros, por exemplo.

Spotify viu um crescimento de mais de 360 por cento no streaming de Gotta Catch ‘Em All. Ostreaming relacionado a temática Pokémon, no geral, triplicou. Atualmente, já existem mais de 190 mil “playlists” com a palavra “Pokémon” no título e mais 53 mil com o termo “Pikachu”.

Uma rede americana de pastelarias, a Cinnabon, tirou proveito do Twitter e se ofereceu pararetweetar fotografias de jogadores que capturaram algum pokemon numa de suas lojas – iniciativa que deu certo e gerou buzz positivo para a empresa.

Além de ser uma poderosa ferramenta de marketing para as marcas, Pokémon GO já é utilizado como motor de negócios individuais.


OS CASOS

Sweety Ice

Embora o jogo ainda não tenha sido lançado aqui no Brasil, a doceria Sweety Ice aproveitou a oportunidade para dizer que havia um Moltres, um pokemon lendário, em uma de suas lojas.

content (1)

 

Highway Safety Office

A organização de trânsito Highway Safety Officedo Tennessee, nos Estados Unidos, fez uma campanha sobre a segurança nas estradas aproveitando a febre com a hashtag #PikachuCanWait #HelpingYouArrive.

content (4)

 

Anúncios na OLX

Um usuário publicou esse anúncio na OLX: “Levo jogadores de Pokémon Go na região de Lisboa com pick up e horário de saída a combinar. Vou a baixa velocidade e faço as paradas que forem necessárias. Você pode dividir o valor com seus amigos. 30€ a primeira hora, 25€ a partir da segunda hora.”

Amazon

Como os jogadores de Pokemon GO reclamaram sobre o consumo excessivo de bateria pelo aplicativo, a Amazon percebeu na “falha” uma oportunidade para oferecer um carregador portátil para smartphones.

content (2)

 

75% mais vendas

Uma pizzaria em Nova York, depois de utilizar a funcionalidade “módulo de atração” (atraindo pokémons virtuais para lá), viu as suas vendas crescerem 75% nesse fim de semana. O gerente da loja gastou apenas 10 dólares!

#MyBreak

A KitKat fez uma publicação no Twitter utilizando uma imagem que remete ao cenário de realidade aumentada do jogo. Ao invés de um pokemon, a marca colocou uma barra de chocolate.

content (3)

POKÉMON GO NO TWITTER

Um estudo realizado pela E.Life, onde foram analisados 23 mil tweets, revelou que Pokémon GO divide os internautas: 45% destes tweets são negativos e 41% positivos.

Aqui no Brasil, um dos países onde o jogo ainda não foi lançado, a maioria dos comentários no Twitter mostra o quanto os usuários brasileiros estão desesperados para iniciar suas jornadas como treinadores de pokemons. “Não aguento ver esses vídeos do Pokémon GO e não poder jogar” e “Só quero Pokémon Go no Brasil rápido!” são dois dos comentários mais comuns.

Gostou deste post? Compartilhe!

Quer uma consultoria? Entre em contato sem compromisso!

Ricardo Gomes. Consultor em Marketing Digital.

 

 

MARKETING DIGITAL PARA ACADEMIAS: 10 IDEIAS CRIATIVAS PARA SUA ACADEMIA OBTER NOVOS ALUNOS E MANTER OS ALUNOS ATUAIS FELIZES

Marketing de aptidão na Era Digital

Existem  centenas de maneiras que você pode comercializar a sua academia, especialmente no mundo conectado digitalmente em que vivemos agora.

Quando se trata de marketing de fitness, há um monte de ideias e campanhas envolventes você pode executar.

Usando o marketing digital, você pode promover a sua academia para o seu público ideal onde eles passam a maior parte do seu tempo.

Você pode promover suas ofertas e promoções diretamente para seus celulares, através do Facebook, Twitter, Instagram, e-mail, etc.

fitness-marketing-promote-your-gym

Atingir o seu público ideal nunca foi tão fácil , mas você precisa saber o que o mercado pode oferecer para eles uma vez que você está na frente deles. Assim como quando se trabalha para conseguir alunos fora da academia, é preciso haver um objetivo. 

Você está trabalhando para aumentar o numero de membros, sensibilizar a marca, transformar seus alunos atuais em divulgadores?

Não ter um objetivo também ajudar a diminuir o seu foco. À medida que a dificuldade não está ficando na frente do seu público, mas roubando a sua atenção.

Você precisa se certificar que sua “oferta” é algo que seu alvo acha interessante.

Você não iria comercializar a mesma coisa para os seus alunos atuais como se fosse para não-membros. Você também não iria oferecer a um aluno que está tentando aumentar a força física um programa de perda de peso.

Então eu vou fazer-lhe a mesma pergunta:

Como você está se saindo para chamar a atenção do seu público ideal? Você está tentando levá-los para sua academia através de um desconto ou talvez atraí-los com um sorteio? 

Por exemplo : O aluno “A” atualmente faz parte de uma academia de CrossFit. Ele é um “CrossFitter” e não temos planos de ir a qualquer outra academia.

Ele é um membro relativamente novo, tem trabalhado duro para aprender os movimentos corretos. Uma maneira criativa para chamar a atenção estaria em melhorar e aperfeiçoar sua técnica. Aposto que há um grande número de membros de academias de CrossFit que gostariam de desenvolver os seus movimentos e se interessariam em se inscrever para um treinamento individual online.

Lembre-se que você pode introduzir esta ideia no mercado para os membros atuais e mantê-los felizes, levá-los a comprar mais e levá-los a se tornarem promotores de sua academia.

Saber o que seria ideal e o que você não iria trabalhar em sua cademia tem muito a ver com o tipo de academia que você possui.

As promoções que você executa para uma academia de CrossFit são completamente diferentes que os de uma academia de ginastica ou de artes marciais.

Conhecer seu público faz com que seu ginásio se torne especial sobre a concorrência e ajudará você a usar as táticas corretas quando trabalhar o marketing de sua academia.  

Depois de ter seu público-alvo definido e canal de trabalho (mídias sociais, anúncios de busca, aplicações móveis ou blogs) a próxima coisa que você precisa é uma ideia.

Como você está indo para comercializar o seu ginásio? O que você vai fazer para levá-los a clicar no seu site, anúncio, promoção, oferta ou post?

Para lhe dar uma mão amiga e começar fluir as suas ideias, aqui estão 10 idéias de marketing digital  para fitness que você pode usar para comercializar o sua academia.

1. Promoção de Verão no Facebook

fitness-marketing-campaign-idea-summer-slimdown-300x300

Uma promoção de verão no Facebook é perfeito para um grupo de mulheres que procuram entrar em forma para o verão. A partir de 1º de outubro, quando a motivação de fitness está no seu ápice seria a linha do tempo ideal. Desde que você esteja tentando atrair novos membros para o sua academia, o “Projeto verão” seria um programa único que um instrutor iria trabalhar para perda de peso rápida e um corpo verão ideal.

A comercialização deste produto seria um programa especial de seis meses e de alta intensidade, o que é diferente dos treinos regulares. Os novos membros se inscreverão por seis meses a um preço especial e uma vez que esteja viciado e ame os resultados que eles iriam se inscrever para um compromisso de longo prazo em sua academia.

você estará levando os alunos a agir no sentido de alcançar um objetivo quando eles estão pensando sobre um passo a mais.

Há três coisas que fazem parte deste trabalho de campanha:

Tem uma data ideal – O Ano Novo.

Tem uma data de início e data final – seis meses é o cronograma do indivíduo para alcançar seu objetivo.

É cíclica – você pode fazer a mesma promoção a cada ano para atrair mais novos membros.

2. Promoção relampago Especial no aniversário da academia

campanha de marketing fitness - venda de flash

No aniversário de sua academia crie uma promoção para os primeiros 20 não-membros que visitarem a academia. O preço especial dependem dos seus custos de assinatura mensal e o tipo de treino que você possui.

Se você tem uma empresa de treinamento de personal training, ele pode ser um pouco mais caro para você dar seis meses de desconto em um contrato de 12 meses contra uma grande academia.

Faça uma oferta única que e receba as pessoas na porta. Quando as 20 pessoas chegarem, certifique-se de dar-lhes uma visita, apresentá-los aos treinadores / instrutores e faça-os se sentir bem-vindo.

3. Desafio Corporativo

Idéias campanha de marketing de fitness - Corporate Challenge

Você executa algum um programa de bem-estar corporativo? Você tem várias empresas trabalhando perto de sua academia? Execute um desafio corporativo.

Convide empresas locais para competir uns contra os outros. De a empresa vencedora, talvez uma adesão grátis por 3 meses, ou produtos (tais como vitaminas, proteína em pó, etc.) ou um troféu (porque todo mundo gosta de se gabar com um troféu).

Os empresários e seus colaboradores são naturalmente competitivos e levá-los a uma competição amigável com outras empresas indicará que todos trabalham para um objetivo, e automaticamente trará mais vendas para o sua academia.

A competição pode ser o que mais se adapte ao seu ginásio. Poderia ser a uma competição de perda de peso, por tempo total dedicado, aumento de força, ou a formação de um triatlo ou algo parecido com “IROM MAN”.

Ao fazer uma competição como esta tem de haver diretrizes, regras, definir um cronograma e uma exibição visual de quem está ganhando.Porque, como com todas as competições, direitos de negociação é tão importante quanto o progresso.

4. Dia Livre de Treino

Use seu website crie uma página de destino, onde os não-membros pode entrar tanto com Twitter, Facebook ou e-mail para receber uma sessão de treino livre individual com um treinador ou para um grupo.

Quando o indivíduo utiliza um dos métodos acima para inscrever-se para obter um treino livre ele deverá concordar em deixar suas informações disponíveis, mesmo depois de usar o seu treinamento gratuito.

Novamente, como uma oferta relâmpago estas pessoas estão testando sua academia e precisam serem cortejadas. Eles têm que sentir especiais, e ter a esperança que vão obter os resultados que eles estão procurando e se sentir confortável no lugar. Este esforço pode parecer muito para cuidar de em uma classe ou sessão de treino. Mas faz a maior diferença na sua experiência e desejando se inscrever no termino do treino.

Mas não se preocupe, se alguns não inscreverem logo, então você pode sempre dar-lhes um conteúdo valioso via Facebook, Twitter e e-mail.

5. Oferecer um treino de uma semana para novos check-ins via Foursquare ou Facebook

Todo mundo está colado em seus telefones então por que não aproveitar isso e fornecer uma semana de treino livre para novos check-ins no Facebook ou Foursquare.

Promover a sua oferta no Facebook através de um anúncio e apenas em telefones celulares. Atraí-los com uma semana grátis de treinos e certifique-se ter uma maneira de te-los como assinantes após a uma semana.

6. Treino livre de mês para um convidado com uma revisão Google

10 idéias campanha de marketing de ginásio - passe mês grátis de um hóspede com uma revisão Google

O Google não é bom apenas quando as pessoas estão à procura de uma academia, mas também ajuda a sua classificação de negócios deixando mais elevado do que seus concorrentes através do SEO local !

E mais do isso, ele influencia sua decisão. Se você está carente de comentários no Google peça para os seus membros deixarem comentários e forneça a todos um treino livre de um mês para dar a quem quiserem.

Isso mata três pássaros com uma pedra.

Primeiro, você começa a ser comentado no Google em sua página que parece ser bom para não-membros e é ótimo para o Google.

Em segundo lugar, o seu membro será muito feliz em dar esse presente de um mês grátis para seu melhor amigo, namorado / namorada, ou parente. Dar a oportunidade de treino com alguém que eles conhecem!

Em terceiro lugar, traz novas pessoas para o sua academia . Uma vez que traze-los certifique-se de mantê-los! Antes de do mês terminar fale com o membro em potencial e leve-o a se inscreveram antes do mês acabar. Se por algum motivo eles não querem se inscrever para o sua academia pergunte por que e saiba o motivo.

A pior coisa que você pode fazer quando está oferecendo treinos grátis é não pedir a adesão, isto significa que você não está prestando especial atenção a eles e não pedir feedback por algum motivo eles não irão se comprometer com uma adesão.

7. Divulgue um membro da Academia a cada semana ou mês

10 idéias campanha de marketing Fitness - Característica um membro Academia cada semana ou mês

Você tem membros da academia excepcionais que estão trabalhando duro para alcançar um objetivo? Claro que sim! Faça seus membros se sentirem especiais, apresentando um membro da semana ou do mês em seu site ou em contas de mídia social.

Todo mundo gosta de ser reconhecido e não há melhor maneira de manter seus membros felizes do que saberem que seus treinadores pessoais ou instrutores estão prestando atenção.

Tire uma foto de seu membro especial durante ou depois de um treino, escreva porque eles são tão espetaculares e reconheça-os em seus canais digitais. Quer dar um passo mais longe, crie uma camiseta especial que tem um provérbio especial ou acrônimo sobre eles. Estas camisas não pode ser dado a todos, mas tem que ser conquistada. Somente usuários de destaque podem tê-los.

A comercialização do fitness não é apenas sobre a atração de novos membros, mas de como manter os atuais membros felizes.

8. Perguntas e Respostas via mensagens de blog

10 da aptidão Campanha de Marketing Idéias Blogging

Sabe aquelas perguntas que os membros continuamente perguntam durante a aula? Responda a essas perguntas em seu site. Não só estes posts do blog podem ajudar aos membros atuais, mas agora você tem um canal em que seus usuários podem para usar o recursos FAQ.

Quer dar um passo adiante? Criar pequenos vídeos respondendo a pergunta e publique no YouTube . Isso é ótimo para academias que tem um monte de exercícios técnicos onde os movimentos são essenciais para completar de forma eficiente os treinos.

Os membros podem ter um recurso que eles possam voltar para assistir uma e outra vez quando eles precisam de um pouco mais de ensino ou quando esquecer algo que você disse a eles.

A criação deste conteúdo exclusivo não apenas vai poupar seu tempo, mantém membros, mas também ajuda a sua classificação website no Google.

Fornecendo conteúdo consistente, e valioso que é SEO otimizado vai conseguir mais pessoas para o seu site.

Então nesses posts do blog você tem uma maneira de capturar as informações do novo visitante e então você pode começar a criar uma lista de e-mail. Uma lista de e-mail para não-membros e membros. Envie a não-membros conteúdo via e-mail para persuadi-los a visitar o sua academia com um desconto ou um período experimental.

9. Desafio de Perda de Peso

10 idéias campanha de marketing de ginásio - Desafio de Perda de Peso

Você pode testar um monte de diferentes campanhas de marketing de fitness, mas uma coisa que vai trazer membros é a perda de peso. Quer se trate de um grupo ou individual uma campanha de perda de peso com uma data de início, data final, metas de peso e treinadores para ajudar os indivíduos ao longo do caminho vai trazer muitos membros a bordo.

Faça o desafio aberto a todos .Você pode dar aos membros da academia um desconto, como parte do desafio.

Um desafio de perda de peso realiza duas grandes coisas. Ele ajuda os membros a alcançar seus objetivos e traz não-membros em seu ginásio.

Além da gratificação de perder peso você pode dar ao vencedor alguma coisa incrível. Para uma academia de CrossFit o prêmio pode ser lotes de produtos Progenex. Para um estúdio de ioga pode ser uma esteira de yoga Manduka com a roupa de ioga. Você começa a ideia, faça o prêmio algo que está relacionado ao sua academia e barata.

10. Forneça planos de refeição

Academia de Marketing Blog - Fornecimento de planos de refeição

Um dos aspectos mais difíceis de fitness e ter um estilo de vida saudável é a nutrição! Você sabe que comida é uma batalha constante para os membros e para dar-lhes uma mão amiga forneça planos de refeição!

Um grande problema com a alimentação saudável é que a maioria das pessoas não sabe o que comer ou como fazer uma alimentação “saudável” com sabor do alimento bom. Além de ser um exemplo a fornecer a seus membros e até mesmo para tornar sua vida mais fácil.

Você pode estar pensando como se planeja uma campanha de plano de refeição?

Isto você achará junto às suas perguntas de membros do seu site através de posts. Forneça conteúdo que as pessoas querem e encontre pessoas valiosas vão postarem no seu site ou blog. A nutrição é uma das coisas mais difíceis para as pessoas a dominarem e por isso fornecendo um plano de refeições em seu site (Fechado) irá manter seus membros felizes. Eles vão se sentir como se estivesse conseguido um quilometro a mais, trabalhando duro para ter certeza que todos estão vendo os resultados que eles querem.

Deixe-me explicar o que quero dizer com “fechado”. Quando você cria algo como um plano de refeições, e algo que pode ser baixado e salvo no telefone de alguém ou computador ou até mesmo impresso é uma “oferta”. A fim de obter esta oferta visitantes pela primeira vez terá de lhe fornecer algumas informações. Estas informações podem ser o nome, e-mail e uma pergunta extra, como; “Você está atualmente uma academia?”

Quando você pedir essa informação essa pessoa já está na sua lista de e-mail.A partir daí você pode enviar-lhes informações mais valiosas e atualizações sobre como se tornar um membro.

Para os membros atuais você poderia enviar os planos de refeição via e-mail.

A comercialização de fitness é mais do que apenas os anúncios com fotos de pessoas super fit com barriga tanquinho. Trata-se de comunicar a mensagem certa para a pessoa certa usando o método certo. Obter esse trio correto você vai ter mais membros do que você tem.

Lembre-se de não tentar vender logo de início, em vez disso forneça valor que vai ajudar os seus membros e não-membros a alcançar seus objetivos e você verá uma resposta diferente.

Ricardo Gomes.

Consultor em marketing Digital.

3 CHAVES PARA CRIAR MARKETING DIGITAL NA ÁREA DA SAÚDE

3-razões-para-o-mercado-DA-SAUDE-investir-em-Marketing-Digital-na-crise

Não é nenhum segredo que o setor de saúde como um todo tende a ficar para trás outras indústrias quando se trata de marketing com atraso de cerca de dois anos.
Além das regulamentações do Conselho Nacional de Saúde – Ministério da Saúde que ditam como as informações do paciente é usado e armazenado e sobre restrições que colocam um microscópio sobre a forma como muitas organizações de saúde comercializam os seus produtos, pode ser assustador para as empresas se adaptarem às novas tendências de marketing em uma indústria tão fortemente regulamentado.
No entanto, alcançar e envolver pacientes e médicos com experiência em tecnologia de hoje significa que o marketing digital não é mais opcional para hospitais,clinicas, prestadores de seguros de saúde, empresas farmacêuticas, fabricantes de dispositivos médicos ou outras organizações no espaço de saúde.
De acordo com um estudo recente da Epocrates , ao longo de 2015 no setor de saúde, 86% dos médicos tem usado o smartfone em suas atividades diárias no escritório – um aumento de 8% em relação ao ano anterior.

Além disso, 53% dos médicos utilizam no trabalho em 2013, um aumento de 34% em relação á 2012.
Da mesma forma, de acordo com a Wolters Kluwer Health Physician Outlook Survey , 80% dos médicos usam navegadores gerais, como Google e Yahoo !, no diagnóstico, tratamento e cuidados em curso de pacientes.
Além disso, os pacientes estão usando o interesse de encontrar e interagir com as organizações de saúde também. De acordo com um estudo do Google , 84% dos pacientes costumam usar as duas fontes: on-line e off-line para consultar um hospital.

Da mesma forma, a pesquisa diz que  há 3 vezes mais visitantes para sites de hospitais, e 44% dos pacientes que pesquisam hospitais em um dispositivo móvel marcaram uma consulta.
Se você está no setor de saúde e está se preparando para alcançar resultados positivos em marketing digital, aqui estão três elementos-chave que devem ser parte de sua estratégia digital.
1) Tenha um site Responsivo
De acordo com o estudo do Google, cerca de um terço dos pacientes utilizam dispositivos móveis ou tablets em uma base diária para pesquisa e / ou de marcação de consultas.

Médicos rotineiramente usam em escritório para ajudar seus pacientes a aprender sobre procedimentos e medicamentos, bem como para acessar instantaneamente informações, não importa sua localização.

Com a taxa crescente de uso da web móvel em comparação com o uso de desktop, as organizações de saúde devem considerar os benefícios da transição para um design de um site responsivo.
Site Responsivo é um site ágil é projetado para adaptar-se ao tamanho da tela do dispositivo que é visitado. Porque os elementos do site ajustar e reagir de acordo com o raciocínio entre o aspecto do navegador, o conteúdo e é mais fácil de ler e navegar com o redimensionamento mínimo, zoom e rolagem.

Embora o desenvolvimento de um site ágil requer mais esforço no início, ele elimina a necessidade de um site móvel separado e oferece uma experiência digital coesa para o seu público – assegurar a coerência em uma ampla gama de dispositivos, incluindo computadores, tablets e smartphones.
Além disso, a gestão de um site responsivo eficiente permite que as organizações de saúde se concentrem no desenvolvimento de uma única e forte estratégia de marketing na web, o que aumenta a visibilidade, alcance e conversões, enquanto diminui gastos.
2) Search Engine Optimization
Com um número cada vez crescente de consumidores que utilizam a web para encontrar informações médicas e de saúde, é crucial que a sua organização desenvolva uma estratégia de Search Engine Optimization (SEO) que lhe permite ser encontrada quando um cliente potencial quando realiza uma pesquisa online.
Em uma indústria tão grande, há alta competição para o tráfego de busca. Por exemplo, se um hospital próximo tem uma estratégia de SEO mais eficaz do que a sua, ela vai aparecer mais nos resultados de busca orgânica do que o seu site.

Através de uma estratégia de SEO altamente segmentada, você pode aumentar o seu motor de busca ranking e presença global da web.
Palavras-chave de pesquisa para encontrar os que pacientes, médicos e profissionais de saúde possam estar usando para procurar a sua organização ou seus serviços.

Há algumas ferramentas-chave que podem ajudar a determinar a competição em torno das principais palavras-chaves da indústria da saúde. Por exemplo, você deve otimizar para “Dr. Pedro Cardiologista” ou “Médico do coração Dr. Pedro”?
Escolha uma palavra-chave relevante para cada uma das páginas do seu site, bem como as páginas de destino, mensagens sociais e blogs ou qualquer outro conteúdo de sua organização cria e publica.

Essas palavras-chaves não deve ser definido em uma única palavra base – a análise do desempenho da palavra-chave e adaptação são fundamentais, especialmente devido a constantes atualizações do Google.
3)Marketing de Conteúdo
É impossível construir uma estratégia bem sucedida de SEO sem o conteúdo certo.Para ter sucesso na indústria da saúde de hoje, as empresas precisam para produzir constantemente novos conteúdos que não só serão vistas, mas também lhes permite capturar clientes.
De posts para mídia social atualizadas, vídeos, ebooks, webinarios e muito mais, você precisa publicar conteúdo que seu público-alvo irá obter on-line utilizando os mesmos motores de busca e canais de mídia social que o seu público-alvo utiliza para aprender sobre os seus serviços de saúde e produtos que querem usar.
Estes conteúdos, quando trabalhada corretamente, irá melhorar o seu motor de pesquisa, ranking e impulsionar novos tráfegos para seu site, bem como nutrir e cutucar leads em todo o funil de vendas, esperando a incentivá-los a visitar a sua clínica ou hospital para as suas necessidades de cuidados de saúde ou a adquirir um seguro ou equipamento médico.
Quando o conteúdo é trabalhado corretamente, ele capta a atenção das pessoas, e tem o seu interesse, e com sucesso os leva a tomar uma ação desejada, como clicar em um “Next” ou “Saiba Mais”, pegar o telefone para ligar para o hospital ou clínica ou para a compra de seus equipamentos de saúde ou de fornecimento de seguros de saúde.

Ao implementar essas três chaves para o marketing digital na área da saúde, você estará pronto para ofuscar a concorrência online! Para mais informações sobre marketing digital na área da saúde entre em contato!

ricardo

Ricardo Gomes, consultor.

VOCÊ ESTÁ PREPARADO PARA GANHAR DINHEIRO COM O POKÉMON GO?

img_01

Ok, eu vou ser honesto-eu deveria ter escrito este post há três dias, mas cada vez que eu sentei para escrever sobre Pokémon GO,eu queria apenas de jogar Pokémon GO.
Eu estive a mais de 20 horas tentando uma conexão internacional que pudesse rodar o POKÉMON GO do meu celular Android aqui do Brasil. Na noite passada, eu decidi esperar o lançamento e resolvi escrever este post.
Pokémon GO-o novo aplicativo móvel que permite capturar “monstros de bolso” ao seu redor através de GPS e realidade aumentada, e tem mais envolvimento de pessoas por dia do que o Facebook Messenger e Instagram juntos, de acordo com dados da SimilarWeb. Foi instalado em 10,8 por cento de todos os dispositivos Android em os EUA a partir de 11 de julho (com esses números crescendo para 15,1% e 16% na Austrália e Nova Zelândia, respectivamente). E, isto significa que se você está oficialmente solteiro(a) é mais provável encontrar a sua alma gêmea enquanto caçar Charizard do que você procurar em redes de relacionamento.
Com personagens fictícios, (muitas vezes) criaturas adoráveis de um popular desenho dos anos 90 e de jogos de vídeo game, Pokémon GO mudou rapidamente o jogo do engajamento social e curiosos comerciantes em todos os lugares do mundo estão se perguntando sobre três coisas:
1. O que posso aprender como este jogo é aplicável às minhas atividades de marketing dia-a-dia?
2. Como posso tirar proveito de Pokémon GO no marketing?
3. Devo pegar todos estes doces zubat tranformando-se em um Golbat ou apenas tentar pegar um Pokémon e esperar evoluiu naturalmente?
Questões válidas!Não vou fingir que tenho todas as respostas, mas leia algumas das minhas ideias e dicas sobre como Pokémon GO se encaixa em sua estratégia de marketing:
1. Desenvolver um foco de laser
As estatísticas acima e minhas atividades durante a semana passada são prova suficiente de que Pokémon GO é viciante,(Veja que fiquei 20 horas tentando uma conexão internacional para pegar 1 Pokémon ) com os usuários focado em seus objetivos de lazer.
Para suas campanhas de marketing, use o mesmo tipo de foco para avaliar seus objetivos, estabelecer um conjunto de métricas para medir-los, e identificar quais atividades irá ajudá-lo a alcançá-los. Por que comprar um anúncio em uma publicação de negócios quando os leitores não pertencem ao seu público-alvo? Por que derramar todo o seu dinheiro em campanhas de aquisição de marketing caros quando você sabe que a retenção é a principal prioridade da sua equipe no momento? Por que adquirir novos Pokémon quando você realmente deve estar centrado no que você tem para que você possa lutar e assumir um ginásio?
2. Incentivar e fornecer valor aos seus compradores
Como um novo jogador de Pokémon GO, eu me sinto atraído por PokéStops,são lugares onde você pode carregar seus ganhos do Pokémon virtual que irá ajudá-lo no jogo. O sorteio desses lugares é tão forte que pessoas nos EUA nesta semana deixaram de almoçar em seus lugares de costume para irem abastecer em algum PokéStops.

Dica:
Para obter novos clientes potenciais para seu negócio e interagir com a sua marca, você precisa fornecer-lhes incentivos para isso. Isso pode ser tão básico como o fornecimento de conteúdo envolvente que agrega valor ao seu negócio, como os programas de defesa do consumidor. A chave é saber o que seu público tem em mente e entender como você pode ajudá-los, coisas como o que escreverei a seguir.
Em um nível prático, se a sua empresa tiver a sorte de ser rotulado como um PokéStop no jogo, eu recomendo que comece capitalizando sobre isso. Tenho visto empresas  de fora que usam de formas diferentes com estes:

Isso pode ter dois sentidos: 

Alguns jogadores obstinados vão querer desembolsar dinheiro, a fim de colher recompensas Pokémon GO, enquanto outros podem simplesmente passar para a próxima PokéStop. Assim, pode ser uma boa ideia para receber os jogadores Pokémon entrar em seu negócio com os braços abertos sem cobrar nada, ao invés de afastá-los. É provável que você ainda vai beneficiar o tráfego de pé, especialmente se você criar alguns anúncios criativos.
Mesmo se o seu negócio não for um PokéStop, existem quatro maneiras que você ainda pode obter clientes no jogo:
1. Anúncios estarão disponíveis no aplicativo muito em breve na forma de locais patrocinados, de acordo com o TechCrunch.
2. Você pode baixar um in-app “Módulo Lure”, o que vai atrair Pokémons para o seu negócio e torná-los acessíveis aos jogadores, por 30 minutos. É como uma venda relâmpago … com animais dos desenhos animados. Embora o exemplo abaixo mostre o potencial de locais de varejo, para comerciantes de B2B, você pode considerar a adição de um Modelo de Lure à sua localização em um dia especifico para gerar leads.

Se você tem uma lanchonete, pizzaria, sorveteria etc, esta é uma dica valiosa!

img_04

 

3. Descubra que tipo de Pokémon podem ser encontrados em torno do local de seu negócio para que as pessoas saibam, como este negócio a seguir fez. O objetivo final de Pokémon é pegar tantos quanto você pode (Tenho que pegar todos!), Por isso é provável para atrair os jogadores que ainda não têm o personagem ainda ou está tentando pegar mais para trocar. 

img_05

 

4. Recompense os jogadores com algumas regalias grátis. Lembre-se, não é sobre o quanto você pode ganhar com a aquisição de um cliente novo é sobre seu valor gerado para ele , o que inclui o negócio do retorno e recomendações às suas redes. 61% dos consumidores dizem que diria a seu amigo e familiares sobre uma experiência positiva e 27% relataram que eles se inscreveriam para um programa de fidelidade, de acordo com uma pesquisa Teradata. 

Pokémon somente para consumidores pagantes.
Pokémon somente para consumidores pagantes.

 

3. Seja contextualmente relevante 
Honestamente não acho que você vá querer pegar Articuno durante um passeio na praia, não é? Os programadores da Niantic, fabricantes do game Pokémon GO, fizeram um trabalho decente em fazer os Pokémons aparecerem em ambientes que refletem sua origem (criaturas do mar em corpos de água, criaturas perto de fábrica, parques, etc.).
Os comerciantes devem seguir o exemplo não faça uso de publicidade de sorvete no meio de um inverno escandinavo. Da mesma forma, se o seu público-alvo é a geração do milênio, então sim, você deve absolutamente considerar trabalhar Pokémon no marketing de forma divertida. A idade média dos usuários está entre 7 e 25 anos , ou seja, é uma esta a faixa de idade do seu nicho .
Obs: Ainda ontem, eu abri o e-mail abaixo, porque eu estava intrigado em saber quais as estratégias poderia ser usado para capturar Pokémon em uma pista de dança (alerta de spoiler: não houve dicas).

img_07

Agora Vá e Pegue Todos! “Catch ‘Em All! “
Esperando o lançamento aqui em terras tupiniquins, talvez todo mundo próximo de você vai parar para jogar Pokémon GO. É difícil saber, o que significa que se você quiser saltar junto e acompanhar esta tendência você tem que agir rápido, tão rápido quanto pegar um Raticate.
Agora você pode desfrutar desta rara oportunidade de integrar criaturas adoráveis dos desenhos animados em seu marketing e se concentrar nos insights que você pode recolher a partir do jogo mais viral de todos os tempos.
Você está interessado em como o Pokémon Go pode aumentar suas vendas? O que mais você aprendeu com o jogo que você pode aplicar a sua própria estratégia de marketing? Compartilhe as suas ideias nos comentários abaixo!

ricardo

Ricardo Gomes, consultor.

 

O QUE SUA EMPRESA PODE APRENDER COM POKÉMON GO

Dozens of people dressed up as Pikachu, the famous character of Nintendo's videogame software Pokemon, dance with fans as the final of a nine-day "Pikachu Outbreak" event takes place to attract summer vacationers in Yokohama, in suburban Tokyo, on August 16, 2015. AFP PHOTO / Toru YAMANAKA (Photo credit should read TORU YAMANAKA/AFP/Getty Images)
(Photo credit should read TORU YAMANAKA/AFP/Getty Images)

O que sua empresa deve aprender com Pokémon Go

Quarta-feira passada, o game de realidade aumentada Pokémon GO foi lançado na Austrália e nos Estados Unidos
Até o fim de semana, as pessoas estavam se reunindo em grandes grupos para jogar Pokémon GO, mais notavelmente em Sydney, com mais de 4000 pessoas expressando interesse em uma caminhada organizada por jogadores de Pokémon GO. Surpresos com a ideia de uma reunião tão grande em conjunto, e em tão curto prazo, que gerou uma grande preocupação para as autoridades locais e a polícia. No dia, centenas de “aprendizes” Pokémon GO se uniram-se para captura em um dia calmo, enquanto se aprendiam sobre todas as coisas referente aos Pokémons.

Devo admitir que eu estava muito cético com o lançamento do jogo. Eu sou um pouco mais velho do que a geração que assiste ou assistiu os desenhos animados Pokémon, então não há nenhuma nostalgia para mim. Mas, como qualquer bom estrategista Sou uma pessoa curiosa e encorajada por novidades,então, eu baixei o jogo no sábado, para ver o que o barulho que estavam fazendo era tudo isso mesmo.

Bem, agora, apenas 48 horas depois, eu estava viciada. Desde o primeiro Pokémon eu peguei (Bulbasaur) para o primeiro Pokémon que era capaz de evoluir (Zubat para Golbat), comecei a perseguir ad iscas e soltando fumaça… Agora estou imersa no mundo Pokémon GO. Eu estava até meia-noite na noite passada na captura do  Weedles e esta manhã eu peguei três Polliwags!

PokeStop

Enquanto eu estou escrevendo isso, um Pidgey veio e agora eu tenho ele na minha Pokodex. Eu estou esperando pelo caminho de hoje à noite e eu vou estar pronto para o treinamento de batalha no ginásio azul (Go Team Mística!) E estou animado para ver chocar o meu primeiro ovo ainda hoje.

Agora, se nada disso do primeiro ao último parágrafo fez algum sentido para você, está tudo bem. Aqui está o que você precisa saber:

Em primeiro lugar, alguns pais estão preocupados, desde o início em que foi lançado o jogo. E eu digo para as mães e pais por aí que pode estar preocupado com seus filhos, não há necessidade de pânico. Na verdade, eu sugiro fortemente que você abraçar a realidade aumentada (AR) e vá jogar Pokémon GO.

Pokémon GO é basicamente geocaching ou jogo tipo caça ao tesouro, adaptado para o mundo da tecnologia orientada em que vivemos hoje, e com um elemento de fantasia jogado dentro. Você pode realmente desativar o recurso de realidade aumentada e reproduzi-lo mais como um jogo de vídeo game tradicional, mas isso não é tão divertido quanto ver um Pokemon passear em torno de sua vizinhança.
O estereótipo midiática dos jogadores de vídeo game tradicional é que eles estão sentados sozinhos em seus quartos, cortinas fechadas e evitando o mundo. O Pokémon GO transforma traz uma nova ideia em sua cabeça, forçando os jogadores a sair e caçar Pokémon “na vida real”. É a criação de equipes de “criadores” de Pokémon , que se unem para um propósito comum, muitas vezes tropeçar uns nos outros em “pokestops” ou “ginásios”.

O Twitter está repleto de histórias de amizades improváveis sendo feitas por pessoas em uma reunião sobre Pokémon GO em instituições ou monumentos públicos, muitas vezes identificadas como Pokestops, elas estão se divertindo com os novos públicos que estão chegando em sua porta literalmente. No fim de semana, a polícia de Território do Norte da Austrália divulgou um aviso amigável para as pessoas que estavam correndo para dentro de uma delegacia de polícia para pegar um Sandshrew, enquanto isso os bares já estão vendo o benefício em deixar cair uma isca Pokémon para trazer os jogadores à sua porta. Uma isca tem uma vida útil de 30 minutos, parece um tempo razoável para que você compre uma cerveja ou um refrigerante para passar o tempo enquanto captura Pokémon.

Então, como isso é relevante para o marketing? Esta é a sua pergunta.

Se você ainda não se convenceu sobre o potencial da tecnologia AR ou VR em capturar a imaginação de um público de massa e diversificada, Pokémon GO vai mudar a sua mente. A oportunidade para as marcas de interagir dentro destes mundos paralelos é imenso e inexplorado, e Pokémon GO, e jogos como ele, estão ajudando a normalizar este tipo de compromisso.

Os nativos AR e VR (Realidade aumentada/Realidade Virtual)

Eles estão construindo um novo canal de mídia que se concentra na diversão, engajamento e prova social. Da mesma forma que a geração Y são considerados nativos digitais, porque eles cresceram com acesso à internet, a geração emergente será conhecido como geração AR(Realidade Aumentada) e VR(Realidade Virtual). O que parece novo para nós agora, mas será parte da vida para as crianças que crescem hoje.

Agora eu não estou sugerindo que sua empresa deva correr e enfiar os logos dentro de mundos virtuais ou começar a desenvolver os seus próprios jogos AR. Nós evoluímos passando da idade de colocação do anúncio escrito e nós estamos na era da segmentação comportamental. O pensamento tem que ser colocado não apenas o que, mas por que este jogo está somando para o mundo e quais os insights podem ser adaptados para gerar engajamento da sua empresa.

Pokémon GO aproveita o espírito de competição e da comunidade dentro de um contexto reconhecível. Ele oferece nostalgia de uma época mais inocente (entre aqueles que eram fãs de Pokemon na infância) e é divertido…

Ele é realmente sensacional e não é nenhuma surpresa que as pessoas estejam migrando para o jogo, fazendo com que os servidores do jogo derretam eles só estão ajudando a construir uma nova prova social valiosa.

Então, enquanto você está pensando que Pokémon GO não interessa, experimente a realidade aumentada, realidade virtual e veja como essas tecnologias se envolvem com o público vale a pena, e vá logo. Não espere que seu filho de seis anos de idade venha explicar isso para você. Envolva-se e veja por si mesmo.

Vá pegar um Krabby ou um Caterpie e eu prometo que você vai ficar tão animado para o futuro da comunicação como eu.

Fonte: Rachael Lonergan Business Insiders

PORQUE UM SITE BARATO VAI TE CUSTAR MAIS Á LONGO PRAZO

20150218202815-computer-girl-home-laptop-macbook-typing-shopping-online

ricardo

POR RICARDO GOMES – 12/07/2016 – CONSULTOR

No ambiente empresarial de hoje, uma empresa sem um grande site já está muito atrás da concorrência.
Uma empresa sem qualquer presença on-line pode também estar invisível.
De acordo com um estudo realizado por Fleischman Hillard, 89% por cento dos consumidores usam motores de busca em uma base regular ao fazer decisões de compra.
As empresas que não estão online estão perdendo um grande número de potenciais vendas. A fim de aumentar as vendas e melhorar a sua rentabilidade, é preciso ficar on-line o mais rápido possível.
Há um monte de opções lá fora, para a construção de sites orientados para o negócio – a partir de soluções baseadas em modelos de baixo custo para criação e gerenciamento de sites ou gratuitos.
Isto pode ser confuso para os empresários que não têm experiência on-line ao escolher qual o tipo de site é o melhor para seu negócio.
Muitas vezes as decisões de sites acabam sendo feitas com base no custo.
Proprietários inexperientes costumam passar algumas horas revendo diferentes opções do site, para depois escolher a solução mais barata que talvez lhe pareça ser bom.
Um site visualmente atraente é realmente importante, mas, não há mais importante que um site rentável do que simplesmente aparências.
As soluções mais baratas ou gratuitas podem parecer uma grande oportunidade, mas normalmente eles não têm as ferramentas de back-end que dirigem um site para o sucesso.
O que um site de qualidade necessita para ter sucesso:
Noventa e sete por cento dos clientes consideram a qualidade de um site da empresa ao formar uma opinião sobre a empresa e seus produtos.

Ao escolher uma solução de site para sua empresa, você precisa considerar:

SEO
SEO, ou Search Engine Optimization, é fundamental para o seu site se tornar bem sucedido. SEO usa palavras-chave e outras técnicas para incentivar sites como o Google, a apresentar o seu site em uma posição mais elevada em suas listas quando os usuários realizarem uma pesquisa.

Os motores de busca fornecem a seus usuários rapidez e confiabilidade.

Os sites mais baratos ou gratuitos baseados em modelos são muitas vezes mal codificados, e executam mal nos resultados dos buscadores. Um SEO pobre é o assassino número um lucro para websites.

Uma grande experiência do usuário

Fornecendo um site fácil de navegar é essencial para uma boa experiência do usuário.

Cada negócio é diferente, e cada um requer um sistema de menu personalizado que é projetado especificamente para suas necessidades.

Tornando-o mais fácil possível para encontrar informações rapidamente você converterá acessos em vendas, fazer uma venda sem frustrar um cliente são as chaves para o sucesso.
Por isso um site responsivo multi-tela é essencial.

Analytics surpreendentes

A capacidade de medir a eficácia do seu site é fundamental para fazer as mudanças necessárias para melhorar o seu desempenho.

Opções de sites mais baratos normalmente não podem fornecer informações as empresas de dados analíticos você precisa realmente entender como o site está realizando esta função.

Sites bem configurados podem dar às empresas várias maneiras de compreender como os clientes interagem com seus sites, e fornecer pistas para que partes de um site não estão funcionando e quais aspectos ainda precisam de ajustes.

Segurança

Como em qualquer ambiente de negócios, a confiança é fundamental. Um site seguro é importante para estabelecer a confiança com seus clientes.

Se você está recebendo pedidos on-line, ou simplesmente construindo uma base de clientes, qualquer violação de segurança do seu site é devastador.

Infelizmente, muitas opções de sites de custo mais baixo são vulneráveis a hackers e outras travessuras cibernéticas.

Um site customizado é com certeza a alternativa mais segura.

 

A R3 Marketing oferece aos clientes sites profissionais responsivo e com hospedagem segura, que convertem os navegadores em compradores.

Para saber mais sobre como obter um projeto de um site personalizado e como isto pode ajudar a aumentar as vendas de sua empresa, entre em contato conosco hoje.

Pelo Whatsapp 11-983670654, ou solicite a sua análise gratuitamente no comentário abaixo.

O PLANO DE SEIS MESES PARA REFORMULAÇÃO DE UM WEBSITE

site

Quando você está desesperado por uma pizza, há algumas opções: O jeito fácil, que é pedir uma pizza gordurosa ou esquentar uma congelada em seu forno. Ou, fazer uma desde o começo.

Essas soluções rápidas serão satisfatórias em curto prazo, mas você ganhará mais fazendo seu próprio jantar. Você será mais cuidadoso com os ingredientes. Você poderá fazer do jeito que quiser (um quarto pepperoni, um terço pimentas vermelhas e o resto queijo extra? Depende de você). Além disso, você ganhará experiência começando a fazer algo do zero.

 O mesmo vale para reformulações de website. Você pode compilar um website às pressas em 30 dias, mas não será a mesma coisa que dedicar seu tempo em torná-lo perfeito.

A diferença é que um website construído depressa frequentemente foca apenas na aparência e funcionalidade do website. Desde que seja bonito para os olhos e todos os botões funcionem, ele é considerado um sucesso. Contudo, os profissionais de marketing de inbound não podem ter essa atitude.

Como uma grande parte do inbound marketing ocorre em seu website, uma reformulação de website precisa ir além do estilo do site. Seu foco deve ser cumprir suas metas e combinar com sua estratégia geral.

Isso levará mais tempo que simplesmente jogar algum conteúdo nas páginas do site. Mas, quanto tempo é necessário? Se estiver planejando uma reformulação de website com estratégia, há um cronograma aproximado que pode ser seguido.

Algumas observações. Esse cronograma pode variar um pouco dependendo da complexidade do seu site. Mais páginas e mais recursos significam mais tempo. Ele depende também da equipe que trabalha nos bastidores.Este cronograma serve para quem já tem um site e não é responsivo e não está satisfeito com ele.

Uma equipe interna, freelancer e agência terão diferentes processos que poderão afetar a programação. Se planejar contratar um desenvolvedor externo, seja um freelancer ou através de uma agência, adicione uma janela de pesquisa de 30 a 60 dias e selecione os profissionais corretos.

Mês 1

Revisão do site atual

Você precisa ter um bom motivo para reformular seu website. Por isso, avaliar seu site atual é a primeira etapa. Você precisa encontrar o motivo principal para a reformulação.

Examine muito bem o site. O que você não gosta? O que você gosta? Esse exame deve ir além de preferências pessoais: ele diz respeito aos números. Estude e registre as métricas principais do site, como tempo no site, taxa de bounce, taxa de conversão e muito mais. Essas estatísticas dirão, preto no branco, quais partes do seu site estão fracassando (e, assim, em quais partes focar durante a reformulação).

Definição da meta

Assim que você souber bem o que não funciona, você pode planejar metas para seu site cumprir no futuro.

Muitas pessoas ignorarão essa etapa (a meta é apenas ter um novo website, certo?). Mas não pule essa parte. Você não iniciaria uma campanha sem metas, então por que lançaria um website sem elas? Definir essas metas desde cedo também é importante. Dessa maneira, você pode planejar construir um site que seja otimizado para cumprir essas metas.

Elas devem ser metas SMART (eSpecíficas, Mensuráveis, Atingíveis, Realistas e que considerem o Tempo) dependendo dos números revisados na etapa anterior. Pergunte-se: Quantos visitantes você quer por mês? Quantos leads? Qual taxa de conversão você deseja ver? Escreva as respostas e pense nelas em cada etapa do percurso.

Personas de comprador

Você pode ter histórias claras de personas de comprador que guiam todos os seus esforços de marketing (fantástico!). Mesmo assim, considere esse momento como sendo perfeito para revisitar e possivelmente revisá-las. Se não tiver ainda perfis de personas de comprador detalhadas, você certamente precisa delas antes de iniciar um projeto de reformulação.

As personas de comprador são fundamentais para reformulação de websites, por alguns motivos Os perfis determinam como configurar seu site. O site deve guiar facilmente os usuários através do funil e o caminho deve ser ligeiramente diferente para diferentes compradores. As personas também afetam suas ofertas de conteúdo premium, portanto, ter compradores ideais em mente antes de começar o website ajudará você a planejar como atrair mais leads.

Mês 2

Curadoria de conteúdo

Você não pediria uma pizza se ainda tivesse sobras na geladeira. Da mesma maneira, você não reformaria páginas ou conteúdo de site que ainda estão ressoando entre leitores e encorajando conversões.

Por isso, você precisa pesquisar todos os ativos de conteúdo online de sua organização: páginas antigas do site, publicações do blog, portfólios, estudos de caso e outros materiais que você usa com clientes para fins de marketing. Determine o que pode ser mantido, o que precisa de revisão e o que precisa ser cortado completamente.

Para aquilo que você planeja manter ou revisar, determine se terá a mesma URL, ou uma URL nova. Para aquilo que deseja cortar, para onde a página antiga irá redirecionar? A HubSpot tem uma planilha Excel útil para planejar isso tudo de maneira superorganizada. Bônus: este documento ajuda a planejar para SEO durante o trabalho, o que é crucial nesse estágio. Afinal de contas, você não deseja perder o valioso valor de SEO que seu site antigo acumulou.

Mês 3

 Arquitetura da informação

Agora que você sabe qual conteúdo do site vai manter e qual vai cortar, é hora de planejar o novo conteúdo para preencher as lacunas e como todo esse conteúdo será organizado.

Sua primeira etapa: Desenhe um mapa do site. Planeje quais categorias ficarão na barra de navegação e qual conteúdo ficará sob cada categoria. Onde haverá menus suspensos? Um truque útil: Não organize necessariamente o conteúdo por tipo ou tópico geral. Em vez disso, organize suas páginas para criar uma história ou caminho para essas personas de comprador. Como você quer que seus visitantes ideais progridam através das páginas do seu site? Facilite para que eles sigam esse caminho.

Uma maneira fácil de fazer isso: Um mapa de propósito. É uma extensão do mapa do seu site. Em um mapa de propósito, você atribui uma persona de comprador, estágio de ciclo de vida e meta específicos para cada página (o que pode fazê-lo economizar dinheiro e tempo em longo prazo). Enquanto você faz isso, será necessário adicionar e remover páginas para concluir a jornada do comprador em seu site.

Escreva conteúdo

Quando você conhecer a meta definitiva de suas páginas, você estará pronto para escrever o conteúdo. Invista bastante tempo para criar todo o conteúdo que aparecerá em seu site. Faça isso o quanto antes: é sempre mais fácil projetar em torno do conteúdo do que escrever conteúdo para encaixar no design.

Embora isso inclua a cópia do corpo, não se esqueça de alguns detalhes menores. Escreva cópias para suas chamadas à ação, formulários, metadescrições e outros elementos de microtexto. Se estiver reformulando no HubSpot COS, você pode pensar em conteúdo inteligente e tokens de personalização também nesse ponto.

Desenvolva wireframes

sparkreaction-faq-wireframe-new.png

É hora do designer entrar em cena para que seu site possa tomar forma. Antes de tornar o visual do seu site fantástico, com fotos atraentes e lindos textos, descubra onde, exatamente, todos esses elementos serão exibidos na página. É para isso que servem os wireframes.

Começar com wireframes economiza muito tempo em longo prazo. Em vez de mover um monte de elementos de design, você pode simplesmente mover espaços reservados até que eles estejam exatamente onde você deseja.

Há muitas maneiras de criar wireframes. A rota mais fácil? Esboçá-los em um quadro branco. Mas se desejar wireframes mais definidos, esboce-os  no Photoshop (ou qualquer outro software de edição de imagem), ou use um software interativo de wireframing, como o Axure.

Mês 4

Projetar mock-ups

Assim que os wireframes estiverem prontos, é hora de começar a deixar eles bonitos. Agora, você pode começar a adicionar cores, brincar com as formas e colocar fotos.

Isso pode ser feito no Photoshop ou em outro software de design. Quando os mock-ups de design estiverem prontos, eles devem ficar quase iguais seu site na web. Isso significa que eles devem conter conteúdo real.

Programe várias semanas para esse processo. Primeiro, seu designer precisará de muito tempo para incorporar todos os elementos. Ainda mais importante: você provavelmente desejará incorporar um processo de exame e revisão. Afinal de contas, você quer que a reformulação seja perfeita.

Mês 5

Desenvolvimento

Você tem tudo exatamente onde quer. Você acha que seu site ajudará a cumprir as metas e mover os visitantes através da jornada do comprador. O trabalho duro acabou. (Oba!) Agora, siga em frente e entregue tudo para um programador.

Geralmente, você pode relaxar e esperar até que seu site totalmente funcional seja desenvolvido. A programação, no entanto, pode ser demorada. Dependendo da pessoa encarregada do desenvolvimento, o prazo pode variar. Planeje pelo menos um mês de codificação.

2 semanas antes de lançamento

Determine o posicionamento do conteúdo

Assim que as páginas estiverem prontas para serem trabalhadas, a primeira etapa é posicionar seu conteúdo. Isso inclui copiar e colar texto de corpo, criar CTAs, fazer upload de arquivos e soltar imagens. Lembre-se de que pode ser necessário fazer algum ajuste nas cópias. Mesmo que você tenha projetado tendo o conteúdo em mente, às vezes, as palavras que você quer não parecem certas. É hora de ajustar suas frases para que a mensagem encaixe.

Também é hora de usar o corretor ortográfico! Nada reduz mais a credibilidade de um site que um erro ortográfico flagrante. Evite isso a todo custo.

Finalize URLs e redirecionamentos 301

Lembra-se da lista que você fez há alguns meses, com todas as páginas do site antigo, suas URLs e para onde redirecioná-las? Ela será útil agora. Agora é hora de colocar esses novos endereços no lugar. Entre nas URLs corretas (novas) nas páginas e configure redirecionamentos 301 das páginas antigas. É muito simples, mas é uma etapa superimportante que não pode ser ignorada.

SEO

Você já deve ter uma estratégia de palavras-chave e otimização de mecanismos de pesquisa implantada. Você deve incorporar agora as melhores práticas de SEO, antes que o site seja ativado. No backend do seu site, adicione metadescrições, adicione links internos e verifique se suas palavras-chave estão em sua URL, tags H1 e texto alt.

Solução de problemas

Antes de pressionar o botão “publicar”, certifique-se de que seus usuários terão uma excelente experiência desde o começo. Visualize várias páginas do site em vários navegadores e dispositivos para garantir que elas estejam funcionando e com boa aparência. Se não estiverem, ajuste! Clique também em todos os links, para garantir que não haja links quebrados. Quando tudo funcionar como deveria, você está pronto!

Mês 6 (data do lançamento)

É o grande dia! Publique todas as suas novas páginas, mas não relaxe ainda! Fique preparado para corrigir problemas inesperados.

Certifique-se de fazer um pouco de controle de qualidade nesse dia, também. Você nunca sabe se algo deu errado em algum ponto do caminho. Verifique se seus redirecionamentos 301 funcionaram e se todas as páginas do seu site estão no lugar certo.

Pós-lançamento

(O que? Você achou que já terminamos?)

Gere mapas de calor

Mapas de calor são incrivelmente úteis para compreender como seus visitantes interagem com seu website. Instale um software de mapa de calor (como Hotjar, Crazy Egg, ou HeatMapper) para saber onde seus visitantes estão clicando. Isso permite criar hipóteses sobre suas ações e fazer revisões de acordo. Em última análise, você quer que seu site seja fácil de navegar.

Execute testes A/B

Talvez, você ainda não tenha decidido se essa CTA deveria ir abaixo ou ao lado da cópia. Talvez, você não em certeza de qual título colocar em sua homepage. Depois do seu site ser ativado e ficar ativo por um pouco de tempo, você pode configurar testes A/B para determinar a melhor solução em longo prazo.

Experimente com testes de usuário

Testes de usuário podem, na realidade, vir antes do lançamento do seu site. De fato, é preferível que venham. Mas como muitas pessoas estão apressadas para publicar esse site novo em folha, não faz mal colocar os testes de usuário após o lançamento.

Durante os testes de usuário, reúna-se com pessoais reais e veja como elas usam seu site. O que as agrada? Onde ficaram travadas? Use esses insights para revisar seu site.

Revise as análises de meta

Lembra-se das metas definidas seis meses atrás? (Espero que sim, pois elas deveriam ter guiado todas as suas decisões de design web). Agora, é hora de avaliá-las. Você irá comparar os dados do novo site com os dados do antigo site para obter um panorama mais claro sobre o que teve sucesso (e o que não teve sucesso).

As análises específicas examinadas dependerão das suas metas individuais, mas aqui estão algumas boas:

  • Tempo no site
  • Taxa de bounce
  • Taxa de click-through
  • Taxas de conversão
  • Fontes de tráfego
  • Páginas com melhor classificação
  • Total de pageviews

Embora esse seja o fim do cronograma, ele não é o fim do trabalho em seu website. De fato, seu website nunca deverá estar realmente “pronto”. Afinal de contas, você deve ajustá-lo para otimizar para conversões, adicionar novos conteúdos e alterá-lo conforme sua organização muda. Ao seguir adiante, lembre-se de que não há nada de errado em revisar ao longo do caminho, desde que suas metas em longo prazo estejam à frente dessas decisões.

Fonte: Rubspot

Curso de Marketing Digital para a área da Saúde

saude

A indústria da saúde tem sido sempre uma das indústrias mais influentes do mundo. Durante séculos, a comunidade médica tem facilitado alguns dos avanços tecnológicos mais revolucionárias.A partir do desenvolvimento de medicamentos e procedimentos de salvamento à proliferação de dispositivos médicos on-demand, não é nenhum segredo que a tecnologia e a medicina caminham lado a lado. Aqui estamos em 2016: a tecnologia está evoluindo rapidamente em todos os setores e o espaço da saúde encontra-se em um paradoxo, tanto avançado como para trás, ao mesmo tempo. Com todos os seus avançando rapidamente tecnologias médicas, a comunidade médica tem visto um surpreendentemente atraso na adaptação às tecnologias digitais, voltados ao consumidor, evidente nos esforços de marketing em curso de muitas organizações de saúde.

O curso será na forma de postagens aqui no meu blog, por isso enviem suas dúvidas ou dicas na área de comentários.

Irei postar alguns temas e técnicas para colocar o marketing digital na área da saúde para a frente. E será meu esforço, fazer com que todos se tornem muito familiarizados com este fenômeno, reconhecendo a enorme oportunidade que o setor de saúde tem que atender seus consumidores em seu nível, em vez do contrário.

Para realmente entender todo o escopo da situação, busquei com alguns dos meus mentores americanos, técnicas e temas reunindo alguns dos nomes mais experientes e influentes na indústria para aconselhar, instruir e guiar-nos a fim refinar nossa compreensão do setor de saúde para mostrar plenamente como os canais digitais podem revolucionar a experiência do paciente. O resultado com certeza será incrível – use seus conhecimentos de saúde profunda e a experiência combinada de minha experiência em marketing digital para criar uma parceria muito poderosa, moldando o costume e abordagens de marketing no cuidados de saúde para uma variedade de organizações.

Montando o conteúdo do curso, o nosso objetivo será:

  • Informar aqueles que estão fora do nicho (Pacientes) da saúde
  • Conte uma história digital “sobre cuidados de saúde” de uma forma que não foi feito antes
  • Chamar aqueles que estão dentro do nicho da saúde de cuidados de saúde (Pacientes) para tomarem medidas preventivas

Estou muito animado sobre o produto final deste curso e espero que ele se converta em histórias em torno de uma situação muito real.

Aprecie, compartilhe, dê sua opinião e compartilhe!

Ricardo Gomes, consultor em Marketing Digital.

14 tendências de Mobile Marketing que vão dominar em 2016

Aprenda-Marketing-Online-Mobile-Marketing

Este post foi traduzido de um webinario que participei esta semana 04/07/2016 onde estes 14 experts em Mobile Marketing estavam presentes.

Não há dúvida de que o mobile marketing é o futuro; 2015 provou ser o ponto de inflexão. Mas, como ambas as marcas e tecnologias continuam a evoluir, quais os passos a tomar?

Estas respostas foram dadas por 14 fundadores de startups do Young  Emprenteur Concil (YEC) para prever quais os métodos de marketing móvel – sejam eles não convencionais ou tradicionais – que irão dominar o ano de 2016 para que outros empresários possam compreender onde concentrar sua energia. Suas melhores respostas estão abaixo.

1. Instagram

Jonathan Long

Anúncios no Instagram foi lançado ao público recentemente, então eu acho que veremos uma enorme percentagem de marcas que falem sobre este assunto. O fato de que você pode utilizar a segmentação do Facebook.Como mais marcas usando o benefício do Instagram marketing, acho que vamos ver mais empresas experimentando. Várias empresas que eu tinha perguntado, disseram inicialmente, “Por que nós queremos estar em um aplicativo de compartilhamento de fotos?”

O alcance é enorme, todos estão no Instagram e que a única maneira de criar um post que permite que o usuário se envolver é através de um anúncio pago. O fato de que você não podia colocar um link em um post no Instagram tinha comerciantes frustrados desde a plataforma de lançamento. Bem, agora você pode, e se você quiser e tiver a capacidade de pagar para isso. O conteúdo de publicidade criativa no Instagram vai dominar o primeiro semestre de 2016.

Jonathan Long , Domination mídia

2. Os anúncios de vídeo móveis

Dan Sapozhnikov

A publicidade em vídeo móvel está crescendo rapidamente. Com os olhos das pessoas estão se afastando da tela da TV para o smartphone, milhares de dólares em publicidade são rapidamente direcionada ao anuncios na internet. A capacidade de não só captar a atenção de um usuário com um vídeo, mas também para redirecioná-los para um site ou um aplicativo desempenha um papel fundamental no crescimento do formato de vídeo móvel. O mercado de vídeo móvel deve chegar a mais de US $ 13 bilhões até 2020 e já tem crescido rapidamente em 2015. O primeiro semestre do ano de 2016 vai ver esse crescimento continuado.

Dan Sapozhnikov , Adgate Media LLC

3. Os pagamentos móveis

Shalyn Dever

Os pagamentos móveis vão ganhar uma aprovação maior entre os consumidores em 2016. De acordo com um relatório da Forrester, os pagamentos móveis realizados nos EUA são esperados para chegar a um patamar de  US $ 142 bilhões em volume, em 2019. Marcas e aplicativos irá integrar recursos de pagamento móvel de apelar para o crescimento base do móvel-primeiros consumidores.

Shalyn Dever , Chatter zumbido

4. Publicidade Nativa

Stephen Gill

A publicidade nativa vai dominar o marketing móvel em 2016. E vai reconstruir a confiança entre os consumidores e anunciantes e resultados de rendimento de alto impacto para os comerciantes. anúncios nativos móveis desenhar o dobro do CTR de anúncios de exibição, e em muitos casos, bloqueadores de anúncios de bypass para atingir o público certo no contexto. Setenta e três por cento dos compradores de mídia dos EUA estão agora a investir em nativa. Em 2018, os gastos com nativo vai chegar a US $ 21 bilhões.

Stephen Gill , Tiller

5. Informação personalizada Proactiva e anúncios

Kevin Getch

Quatro dos maiores empresas no espaço móvel (Google, Bing, Apple e Facebook) irão investir uma enorme quantidade de tempo e recursos para alimentar o”assistente virtual”. O Google criou o Google Now, o Bing tem Cortana, a Apple tem Siri e o Facebook está testando M. O objetivo de todas essas empresas é de tornar-se o melhor assistente pessoal que você já teve e, em grande parte para fornecer informações personalizadas e anúncios de forma proativa antes de uma usuário mesmo faz um pedido. Isto representa uma mudança fundamental na maneira como pensamos sobre o marketing móvel.

Kevin getch , Webfor

6. O fim do conteúdo de concepção

Simon Berg

Muitas pessoas falam sobre como fazer uma experiência digital “mobile friendly” ou como ter um design “móvel primeiro”. Para mim, a percepção de que é eminente, é que você simplesmente exigir múltiplas experiências com base em como as pessoas estão interagindo com o seu conteúdo. A ideia de um modelo de site “tudo-em-um”  para projetar o conteúdo é completamente quebrado. As pessoas ingerem conteúdo no celular de uma forma totalmente diferente. Como marcas começar a pensar sobre a experiência do usuário (os bons, em 2016, os maus em 2020, logo antes de sair do negócio), eles vão perceber que eles precisam para personalizar o conteúdo do seu site (e eu não me refiro apenas redimensionar um menu ) para cada dispositivo. Essa é a única maneira que eles vão deliciar o usuário no caminho certo.

Simon Berg , Ceros

7. Menos de otimização móvel, mais aplicativos

Miles Jennings

As empresas agora estão vendo o verdadeiro valor em oferecer um aplicativo dedicado, em comparação com seus sites simplesmente ser otimizados para dispositivos móveis. Aplicativos não são apenas visualmente agradável, mas também revelam-se muito mais funcional e acessível para os usuários. Em 2016, ele se tornará um “must” para as empresas ter um aplicativo disponível para que seus consumidores podem acessar seus produtos ou serviços instantaneamente. Houve também um crescimento substancial na indexação de apps, que é basicamente o SEO para seu aplicativo no Google e na loja de aplicativos para dispositivos inteligentes. Isso também vai empurrar marcas para fazer um aplicativo dedicado, e mostrar como eles serão capazes de ser encontrados facilmente por seu mercado-alvo.

Miles Jennings , Recruiter.com

8. experiência humana personalizado para dentro móvel

eli

Eu vejo campanhas personalizadas com base em um dispositivo específico, perfil e / ou dados de uso como uma grande tendência para o primeiro semestre de 2016. Os clientes de hoje querem ser atendidos em todos os lugares, por isso é importante que podemos atender às suas necessidades e criar campanhas personalizadas. À medida que avançamos mais na era móvel, é fundamental que as empresas aprendam a criar uma experiência humana dentro da plataforma móvel.

– Eli Rubel, Helpshift

9. anúncios de vídeo verticais

Brandon Houston

Os anúncios verticais não são novos, mas a tendência para a publicidade em vídeo vertical é prestes a decolar. As grandes empresas como Audi, AT & T e NBC estão testando as novidades do vídeo vertical e tem notado um aumento de 80% na aceitação do anúncio. Marcas como Burger King e Macy têm criado anúncios no Snapchat e vêm realizando isto muito bem, e isso faz sentido, dado que a visualização vertical é a forma padrão que a maioria de nós usamos nossos telefones. Esta tendência vai transcender o passado na publicidade e em produção de vídeo de forma mais longa também. No início de 2016 você vai ver um aumento significativo de marcas promovendo neste este espaço.

Brandon Houston , switch de vídeo

10. Programação de pagamento e automação de midia

Andrew Torba

Os gastos com publicidade programadas móvel, ou o uso da tecnologia para automatizar a compra e venda de anúncios para celular, chegará a US $ 9,33 bilhões este ano e são responsáveis por 60,5% do total gastos com publicidade no US de acordo com a eMarketer. O Facebook, sem dúvida o líder em gastos com publicidade móvel, gerou US $ 4,3 bilhões em receitas de publicidade no Q3, que foi em grande parte impulsionada pela sua oferta de publicidade móvel. Em outubro, o Facebook também lançou campanhas publicitárias Instagram publicamente, pela primeira vez, que continuará a impulsionar o crescimento dos gastos com publicidade móvel em 2016. Os anunciantes que não são querem saber sobre os gastos com publicidade programático móvel vai estar perdendo não só no início de 2016 , mas por muitos anos que estão para vir também.

Andrew Torba , anúncios Automatize

11. A integração social E-commerce Nativa

Alex Frias

A integração social e-commerce nativa nas redes sociais visuais (Instagram, Pinterest, Snapchat) será a maior perturbação do mercado em 2016. A oportunidade inexplorada para os varejistas para dar suas comunidades sociais acesso instantâneo aos seus produtos para adquirir fora das redes sociais será a maior oportunidade para as marcas e desenvolvedores de comércio eletrônico que conhecemos hoje.

Alex Frias , Grupo de Marketing da trilha

12. Mobile marketing via mensagem de texto

Sheldon Michael

Trumpia tem liderado o caminho em marketing móvel com metas recordes em marketing de mensagem de texto. Eles têm a maior lista de contas da empresa com foco em comunicações internas. Eles tem um alvo inteligente e se conecta com as contas locais e seguidores através do envio de mensagens de imagens e conteúdo com base em prémios de fidelização, promoção de eventos e pesquisas. Isso permite o engajamento que realmente é orgânico e compartilhável por todos os padrões seja o reconhecimento da marca.

– Sheldon Michael, Netjumps Internacional

13. Snapchat

Brandon Stapper

Eu não acho que a maioria das pessoas estão cientes de como o Snapchat está se tornando maciça. Adolescentes não usam mais o Facebook ou Instagram – seus pais é quem estão usando.O  Snapchat já fez um movimento para rentabilizar através de anúncios para grandes empresas. Acho que vamos ver isso expandir para abranger muito mais publicidade em 2016. Eu acho que o Snapchat vai crescer para obter mais informações pessoais dos usuários para melhorar a sua segmentação de anúncios. Eu também acho que eles vão usar anúncios baseados em geo localização.

Brandon Stapper , 858 Gráficos

14. automação de marketing móvel

Mark Ghermezian

O crescimento da automação móvel está entre as tendências mais quentes do ano de 2016. O Mobile é uma força dominante, com seu crescimento e difusão global. Os comerciantes não podem mais perder seus clientes com falta de informação ou comunicação.O Móvel se tornará ainda mais uma parte do comerciante do dia-a-dia como o ponto de amostra da imagem completa do cliente. As Marcas devem entender como conectar estrategicamente com os clientes em uma base pessoal e encorajar o engajamento, com base no comportamento do cliente, para transformá-las em usuários de longa duração. A automação de marketing móvel vai permitir as empresas coletar e usar dados de uma forma mais acionável e entregar mensagens personalizadas e oportunas aos seus clientes.

Mark Ghermezian , Appboy

Compartilhem e deixem seus comentários.

Ricardo Gomes. Consultor em Marketing Digital.

O que é Mobile Marketing?

Aprenda-Marketing-Online-Mobile-Marketing

O Mobile Marketing pode ser definido como ações de marketing feitas através de dispositivos móbiles nos quais se destacam atualmente os Smartphones e os Tablets.

Há alguma dúvida que o Mobile Marketing é algo importante nos dias de hoje?

Quantas pessoas você conhece que não tem celular? Existem pessoas que tem mais de um celular. E dessas pessoas que você conhece, quantas delas tem Smartphones?

Aposto que você percebeu que nenhum ou quase nenhuma pessoa que você conhece não usa celulares, e provavelmente você também já está se acostumando a ver pessoas usando Tablets por ai, não é mesmo?

Esse é um caminho sem volta, pois não existe a chance de as pessoas pararem de usar esses dispositivos, a tendência é que as pessoas fiquem cada dia, mais dependentes dos seus dispositivos móbiles.

No Mobile Marketing tem algumas ações que se destacam, como as a seguir.

SMS Marketing

Essa talvez seja a forma mais conhecida de marketing por dispositivos móbiles, ele consiste basicamente em  enviar mensagens de texto para pessoas previamente cadastradas em listas.

Se você já entrou em algumas listas de empresas que usam do SMS Marketing, então já percebeu que esse é um formato muito comum de ser usado como SPAM (será que as empresas não aprendem nunca?).

Eu mesmo estava recebendo mensagens em meu celular da minha antiga faculdade para que eu fizesse a minha rematricula na faculdade, sendo que eu já havia me formado (a como isso me irrita).

Possivelmente, esse formato ainda vai gerar muita revolta e chateação para as pessoas, pois como disse antes ele está sendo usado como SPAM e a tendência é sempre piorar.

Bluetooth Marketing

O Bluetooth Marketing é um formato que, particularmente, eu gosto e acho muito útil.

Imagine que você trabalhe ou esteja no centro de São Paulo, já são quase 12:00 e você a pensar “onde eu vou almoçar hoje” ai de repente chega em seu celular um pedido para aceitar um arquivo via Bluetooth.

E você aceita, e vê uma imagem (pode ser arquivos em outros formatos também como áudio, vídeo e etc) onde promove uma promoção que ocorrerá em um restaurante no centro do Rio, disponível só para quem recebeu essa mensagem, ou então dando o cardápio do dia.

Bingo! Você pegou o seu público-alvo bem no momento que ele precisa do seu produto/serviço. Mas como tudo na vida, existem algumas coisas que não são muito boas.

Primeiro: Você tem que saber para quem está enviando, tem que saber conseguir chegar ao seu público-alvo, se não sua marca pode ficar conhecido como uma marca “chata”.

Segundo: Nem todo mundo deixa o sinal de Bluetooth ligado o dia todo, pois consume bateria, que é um dos problemas que enfrentamos ainda com esses dispositivos móveis, e isso pode diminuir o alcance da divulgação.

Páginas Feitas Para Dispositivos Mobiles

Se você conecta a internet e tenta navegar por diversos sites através de um dispositivo móbile, já deve ter percebido que nem todas as páginas estão prontas para o acesso através desses aparelhos.

Se preocupar com o acesso através de dispositivos móbiles também faz parte do Mobile Marketing, isso porque o seu site também faz parte da comunicação da sua empresa.

E se a sua empresa tem um site ruim para o público de dispositivos móbiles, então você tem um problema de comunicação com esse público.

O número de pessoas que acessam a internet por Smartphones e Tablets todos os dias, vem aumentando. Essa será (se já não for) uma prática muito corriqueira no futuro.

Existe o Responsive Design, mas esse é assunto para este post.

O Futuro do Mobile Marketing

Sinceramente, eu não sei dizer sobre o futuro do Mobile Marketing, mas acredito que é o melhor possível.

Estamos vivendo as véspera de vermos mais uma revolução no mundo da tecnologia, com os óculos inteligentes que várias grandes empresas estão criando.

Isso com toda a certeza vão criar novos meios na interação Cliente x Marca.

O que eu não tenho medo de afirmar é que cada dia que passa o Mobile Marketing será mais importante para as empresas.

Esse é um mercado pouco explorado no Brasil (por enquanto), então a dica que eu tenho para ti é, saia na frente e procure por estratégias de Mobile Marketing para você e sua empresa.

Ricardo Gomes Consultor em marketing Digital.

E você já usa o Mobile Marketing? Se não usa ainda peça um orçamento sem compromisso!