O QUE SUA EMPRESA PODE APRENDER COM POKÉMON GO

Dozens of people dressed up as Pikachu, the famous character of Nintendo's videogame software Pokemon, dance with fans as the final of a nine-day "Pikachu Outbreak" event takes place to attract summer vacationers in Yokohama, in suburban Tokyo, on August 16, 2015. AFP PHOTO / Toru YAMANAKA (Photo credit should read TORU YAMANAKA/AFP/Getty Images)
(Photo credit should read TORU YAMANAKA/AFP/Getty Images)

O que sua empresa deve aprender com Pokémon Go

Quarta-feira passada, o game de realidade aumentada Pokémon GO foi lançado na Austrália e nos Estados Unidos
Até o fim de semana, as pessoas estavam se reunindo em grandes grupos para jogar Pokémon GO, mais notavelmente em Sydney, com mais de 4000 pessoas expressando interesse em uma caminhada organizada por jogadores de Pokémon GO. Surpresos com a ideia de uma reunião tão grande em conjunto, e em tão curto prazo, que gerou uma grande preocupação para as autoridades locais e a polícia. No dia, centenas de “aprendizes” Pokémon GO se uniram-se para captura em um dia calmo, enquanto se aprendiam sobre todas as coisas referente aos Pokémons.

Devo admitir que eu estava muito cético com o lançamento do jogo. Eu sou um pouco mais velho do que a geração que assiste ou assistiu os desenhos animados Pokémon, então não há nenhuma nostalgia para mim. Mas, como qualquer bom estrategista Sou uma pessoa curiosa e encorajada por novidades,então, eu baixei o jogo no sábado, para ver o que o barulho que estavam fazendo era tudo isso mesmo.

Bem, agora, apenas 48 horas depois, eu estava viciada. Desde o primeiro Pokémon eu peguei (Bulbasaur) para o primeiro Pokémon que era capaz de evoluir (Zubat para Golbat), comecei a perseguir ad iscas e soltando fumaça… Agora estou imersa no mundo Pokémon GO. Eu estava até meia-noite na noite passada na captura do  Weedles e esta manhã eu peguei três Polliwags!

PokeStop

Enquanto eu estou escrevendo isso, um Pidgey veio e agora eu tenho ele na minha Pokodex. Eu estou esperando pelo caminho de hoje à noite e eu vou estar pronto para o treinamento de batalha no ginásio azul (Go Team Mística!) E estou animado para ver chocar o meu primeiro ovo ainda hoje.

Agora, se nada disso do primeiro ao último parágrafo fez algum sentido para você, está tudo bem. Aqui está o que você precisa saber:

Em primeiro lugar, alguns pais estão preocupados, desde o início em que foi lançado o jogo. E eu digo para as mães e pais por aí que pode estar preocupado com seus filhos, não há necessidade de pânico. Na verdade, eu sugiro fortemente que você abraçar a realidade aumentada (AR) e vá jogar Pokémon GO.

Pokémon GO é basicamente geocaching ou jogo tipo caça ao tesouro, adaptado para o mundo da tecnologia orientada em que vivemos hoje, e com um elemento de fantasia jogado dentro. Você pode realmente desativar o recurso de realidade aumentada e reproduzi-lo mais como um jogo de vídeo game tradicional, mas isso não é tão divertido quanto ver um Pokemon passear em torno de sua vizinhança.
O estereótipo midiática dos jogadores de vídeo game tradicional é que eles estão sentados sozinhos em seus quartos, cortinas fechadas e evitando o mundo. O Pokémon GO transforma traz uma nova ideia em sua cabeça, forçando os jogadores a sair e caçar Pokémon “na vida real”. É a criação de equipes de “criadores” de Pokémon , que se unem para um propósito comum, muitas vezes tropeçar uns nos outros em “pokestops” ou “ginásios”.

O Twitter está repleto de histórias de amizades improváveis sendo feitas por pessoas em uma reunião sobre Pokémon GO em instituições ou monumentos públicos, muitas vezes identificadas como Pokestops, elas estão se divertindo com os novos públicos que estão chegando em sua porta literalmente. No fim de semana, a polícia de Território do Norte da Austrália divulgou um aviso amigável para as pessoas que estavam correndo para dentro de uma delegacia de polícia para pegar um Sandshrew, enquanto isso os bares já estão vendo o benefício em deixar cair uma isca Pokémon para trazer os jogadores à sua porta. Uma isca tem uma vida útil de 30 minutos, parece um tempo razoável para que você compre uma cerveja ou um refrigerante para passar o tempo enquanto captura Pokémon.

Então, como isso é relevante para o marketing? Esta é a sua pergunta.

Se você ainda não se convenceu sobre o potencial da tecnologia AR ou VR em capturar a imaginação de um público de massa e diversificada, Pokémon GO vai mudar a sua mente. A oportunidade para as marcas de interagir dentro destes mundos paralelos é imenso e inexplorado, e Pokémon GO, e jogos como ele, estão ajudando a normalizar este tipo de compromisso.

Os nativos AR e VR (Realidade aumentada/Realidade Virtual)

Eles estão construindo um novo canal de mídia que se concentra na diversão, engajamento e prova social. Da mesma forma que a geração Y são considerados nativos digitais, porque eles cresceram com acesso à internet, a geração emergente será conhecido como geração AR(Realidade Aumentada) e VR(Realidade Virtual). O que parece novo para nós agora, mas será parte da vida para as crianças que crescem hoje.

Agora eu não estou sugerindo que sua empresa deva correr e enfiar os logos dentro de mundos virtuais ou começar a desenvolver os seus próprios jogos AR. Nós evoluímos passando da idade de colocação do anúncio escrito e nós estamos na era da segmentação comportamental. O pensamento tem que ser colocado não apenas o que, mas por que este jogo está somando para o mundo e quais os insights podem ser adaptados para gerar engajamento da sua empresa.

Pokémon GO aproveita o espírito de competição e da comunidade dentro de um contexto reconhecível. Ele oferece nostalgia de uma época mais inocente (entre aqueles que eram fãs de Pokemon na infância) e é divertido…

Ele é realmente sensacional e não é nenhuma surpresa que as pessoas estejam migrando para o jogo, fazendo com que os servidores do jogo derretam eles só estão ajudando a construir uma nova prova social valiosa.

Então, enquanto você está pensando que Pokémon GO não interessa, experimente a realidade aumentada, realidade virtual e veja como essas tecnologias se envolvem com o público vale a pena, e vá logo. Não espere que seu filho de seis anos de idade venha explicar isso para você. Envolva-se e veja por si mesmo.

Vá pegar um Krabby ou um Caterpie e eu prometo que você vai ficar tão animado para o futuro da comunicação como eu.

Fonte: Rachael Lonergan Business Insiders

R3mkt Autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *