Mês: novembro 2017

O Bitcoin quebra a barreira de US $ 9.000

O Bitcoin quebra a barreira de US $ 9.000

Nas primeiras horas deste domingo, a página Cryptocompare mostrou pela primeira vez o preço do Bitcoin acima de 9000 USD.

E no momento em que este artigo está escrito, o criptoativo tem um valor unitário de 9.679 USD.

Para o aumento do preço, as projeções de muitos especialistas sobre os números altos para o Bitcoin parecem cada vez mais próximas. 

Em setembro deste ano, o gerente da JP Morgan, Tom Lee, disse que o Bitcoin poderia atingir US $ 25.000 por unidade em 5 anos.

Por outro lado, um dos parceiros da LightSpeed ​​Venture Partners (empresa de investimento da Snapchat).

Jeremy Liew ressalta que o Bitcoin poderia chegar a US $ 500.000 por unidade até 2030.

Tomando como ponto de partida 3 fatores: o aumento das remessas em Bitcoin, incerteza política / econômica e o uso de Smartphones.

Para 2018, espera-se uma alta evolução em seu preço.

E, embora essa volatilidade que a caracteriza é o que torna difícil prever um futuro estável para o criptoativo.

É também a razão pela qual tornou-se tão popular em 2017.

No início deste ano, teve um valor um pouco maior do que 900 USD, agora, mesmo á um mês até o final de 2017 tem um valor superior a 9000 USD, o que indica um aumento de cerca de 1000%.

Este enorme aumento fez grandes projeções de pessoas importantes no setor financeiro obsoletas. 

Um exemplo disso é Thomas H. Lee, uma das figuras mais importantes de Wall Street, que disse em agosto que, no início de 2018, Bitcoin passaria a barreira de US $ 6.000.

E essa projeção foi por água a baixo á um pouco mais de um mês atrás, quando o piso do Bitcoin chegou á US $ 6.000  pela primeira vez.

Indubitavelmente, o Bitcoin continuará a aumentar e o que é certo é que muitas pessoas investirão no futuro. 

Uma vez que o preço se estabilize, ele se tornará ainda mais popular e mais pessoas e instituições vão adotá-lo e até mesmo ser um candidato para se tornar a moeda oficial de um país.

Ricardo Gomes

Sou Analista de Sistemas, entusiasta da Blockchain e entusiasta da escrita.

7 Dicas para mineração de criptomoedas.

7 Dicas para mineração de criptomoedas.

mineração de criptomoedas é uma atividade computacional necessária para processar todas as transações que são feitas nas diferentes cadeias Blockchain. 

Isso é necessário manter o registro de câmbio atualizado, seguro e livre de informações indesejadas para a contabilização do sistema.

Há muita conversa sobre criptografia, mas a informação geralmente é um pouco confusa no início.

Vamos tentar esclarecer isso em 7 pontos.

1- Qualquer pessoa que tenha o hardware certo pode minerar a partir de casa.

Ou fazê-lo a partir do poder da mineração na nuvem.

2- Para minerar por si só, você deve ter hardware especializado , que pode ser comprado em lojas como a Amazon.

Antes de se aventurar em minerar por conta própria, um estudo deve ser feito se for rentável.

Já que, além do hardware, há outros custos , como a eletricidade para manter tudo conectado 24 horas por dia.

Além das condições como, sistema de refrigeração de equipamentos, etc. .

3- A mineração é um negócio lucrativo se os preços das criptomoedas permanecerem altos. 

Hoje com o Bitcoin em torno de US$ 6.500 e Ethereum em US$ 306, você pode obter retornos anuais de até 150% na nuvem.

4- É importante ficar claro que a mineração é um negócio de alto risco!

isto porque se os preços das criptomoedas entrarem em colapso, o investimento inicial não pode ser recuperado.

5- Mais de 90% das criptomoedas circulantes podem ser mineradas, sendo as mais interessantes as ” Blue Chips ” (Bitcoin, Ethereum, Litecoin, Dash, etc.)

6- A mineração deve ser tomada com um investimento financeiro á longo prazo e não se deve alocar todo o capital para este item. 

Enquanto o futuro das criptografia é muito promissor, você nunca deve colocar todos os ovos em uma cesta.

7- Eu recomendo a mineração na nuvem , pelo menos no início até você entender como funciona a empresa. 

Vale a pena esclarecer que é preciso ter muito cuidado com a empresa que é escolhida.

Já que existem muitos golpistas que aproveitam os investidores desavisados.

Nos próximos dias, direi quais são as empresas com a melhor reputação em mineração na nuvem. Além disso, desenvolverei um exemplo passo a passo para mineração na nuvem.

Se ainda não está inscrito no Blog, recomendo que você faça isso para que todas as publicações cheguem automaticamente à sua caixa postal.

Ricardo Gomes, Desenvolvedor Web investidor e entusiasta da Criptografia.

Gostaria que publicássemos freqüentemente sobre mineração?

Então responda abaixo.

Entenda o que é mineração Bitcoin.

Entenda o que é mineração Bitcoin.

Nesta série de 3 postagens mostrarei como eu consegui transformar R$750,00 em mais de R$4.100,00 em apenas 5 meses.

Nesta primeira e segunda parte mostrarei o conceito de mineração de criptomoedas.

Na ultima parte mostrarei o passo á passo da mineradora que investi á 5 meses atrás.

Então vamos lá!

No sistema monetário atual, os governos imprimem dinheiro, que é legal e é usado para comprar bens e / ou serviços. 

No mundo das criptografia, o dinheiro não é criado, mas descoberto. 

Este processo é conhecido como mineração.

As mineradoras obtêm como recompensas Bitcoins em certa quantidade de tempo, uma vez que um problema matemático é resolvido.

Atualmente você pode ter um hardware especializado para este tipo de processo, que é muito caro e leva tempo para recuperar o investimento.

O video abaixo ilustra como a mineração de Bitcoin funciona .

Como funciona a mineração de Bitcoins?

O sistema de mineração de Bitcoins é gerido por um software específico.

Portanto, para minerar é necessário baixá-lo no computador para fazer parte de uma rede interligada com outros computadores que fazem parte da rede bitcoin, semelhante ao torrent.

Após isso, a pessoa passa já pode se conectar a uma grupo de outros mineradores, chamados de pool, que agrupam poder de processamento, ou minerar sozinha.

Muitos computadores dessas entidades servem como “nós” do sistema, sendo responsáveis por controlá-lo, validar informações e garantir a segurança na troca de dados relacionados à moeda.

Dessa forma, o mercado de Bitcoin consegue funcionar independente de um “nó” central, ou seja, num sistema “peer to peer”.

Sem a necessidade de uma organização que regule e controle sua cotação, emissão e outras atividades relacionadas a ele.

Os usuários de criptografia enviam dinheiro virtual o tempo todo de um lado do planeta para o outro.

Mas a menos que alguém registre essas operações, ninguém poderia verificar um pagamento em um determinado momento.

Os nós de criptografia deixam todos os pagamentos registrados em uma cadeia de blocos, mais conhecido como o Blockchain .

O trabalho das mineradoras é confirmar as transações e escrevê-las na cadeia de blocos (Blockchain).

Cada vez que um carregamento de criptografia é feito, uma pequena comissão é cobrada para pagar os mineiros.

Certamente, neste momento, você está se perguntando …  

Como nos certificamos de que o Blockchain permaneça intacto e ninguém o manipule? 

Aqui é onde as mineradoras entram.

Quando um bloco de transações é criado, as mineradoras dão origem a ele seguindo um processo.

Eles tomam as informações do bloco e aplicam uma fórmula matemática, transformando-a em algo diferente.

Este novo “pedaço de informação” é mais curto e na aparência é uma seqüência de números e letras aleatórias tecnicamente chamadas de “hash” .

Este “hash” é armazenado com o bloco, no final dele, o último na cadeia naquele momento.

Cada vez que alguém cria com sucesso um hash, ele é recompensado com a criptomoeda que está sendo minerada.

Espero que a explicação tenha sido simples para você. 🙂

O importante e que você não deve esquecer é que as criptografia não são criadas ou destruídas, mas são descobertas .

O que você acha sobre o futuro das Criptomoedas?

Deixe seu comentario abaixo

Ricardo Gomes, Desenvolvedor Web e entusiasta de moedas digitais.

 

Doces ou travessuras? Bitcoin fecha o mês em seu valor máximo histórico!

Doces ou travessuras?

Bitcoin fecha o mês em seu valor máximo histórico!

Na última noite de Halloween é celebrada nos EUA, onde as crianças vão para as casas em seus respectivos bairros para pedir um doce, com a famosa frase … Doce ou travessura? 

Se você não lhes der algo, você “arrisca” ouvir uma piada.

 

O Bitcoin está encerrando outubro em seu máximo histórico de US $ 6.900, o que me leva a refletir se é um “doce ou travessura”. 

Em seguida, exponho algumas dicas para que você possa tirar suas próprias conclusões.

1- Com um Bitcoin você pode comprar 5 onças de ouro, um bem que tem centenas de anos como valor de refúgio. 

Eu me pergunto … O que você esta esperando para comprar Bitcoin?

2 – Até agora este ano o Bitcoin cruzou 2 Forks, não só saiu gracioso, mas se fortaleceu mais. 

Eu me pergunto … Qual é o teto do Bitcoin?

3- Existem cada vez mais rumores por parte dos grandes players nos mercados financeiros para fazer produtos sofisticados com o Bitcoin.

Como um ETF, para que ele esteja disponível para qualquer investidor. 

Eu me pergunto … O que aconteceria se um dia o Bitcoin entrar em Wall Street?

O gráfico abaixo mostra claramente como a Bitcoin ganhou mais de US $ 2.000 em outubro, uma figura muito alta.

 

O Bitcoin ultrapassou claramente a barreira de 100 bilhões de capitalização de mercado e já representa mais de 58% do ecossistema de criptografia. 

Pode-se dizer que o Bitcoin é o “padrão” neste mercado.

 

Uma das grandes previsões que os investidores tiveram neste ano é que o Bitcoin atingiria US $ 5.000, um valor que foi pulverizado neste mês. 

Agora, o próximo objetivo é US $ 10.000?

O fantasma da bolha voa diariamente, e continuará assim por muito tempo, já que o Bitcoin parece ir mais além.

Para concluir, acho que ainda não vimos o máximo de 2017, e com certeza em 2018 estaremos falando de mais registros históricos do Bitcoin e outras criptografias.

No próximo post mostrarei como consegui transformar R$750,00 em R$4200,00 com mineração Bitcoin sem me envolver com Piramides!!!

Deixe sua pergunta, sugestão  ou comentário abaixo.

Ricardo Gomes, Desenvolvedor Web, entusiasta da Criptografia.